quinta-feira, 19 de março de 2009

A Bolha

Desde que eu vim pra cá tenho vivido e observado uma vida meio surreal. Casas lindas, carros maravilhosos, pessoas que reciclam e fazem compras em supermercados alternativos só com comida organica. Tudo ao alcance das mãos. Eu preciso disso, eu quero isso, eu compro.

Tendo vindo de uma vida bem simples e financeiramente limitada no Brasil, morando no suburbio e tendo que querer e fazer muito pra conseguir qualquer coisa, eu fico chocada (literalmente) com a maneira que as coisas funcionam nesse lugar.

Cheguei a pensar algunas vezes que a crise era mentira. Tirando uns pedintes muito bem educados em San Francisco, eu não via aqui sinal nenhum de crise, pelo contrario. Até que comecei a estudar, e conversar com as pessoas normais na faculdade. Meu dever de casa é ver uma hora de noticiario pra cada dia de aula (pra ajudar na compreensão auditiva e pronuncia). Sinceramente me assustei. Cidades demitindo todos os professores e policiais. Empresas grandes e antigas fechando. Pessoas se matando e matando seus filhos por causa da crise.

Como isso? Porque que eu ligo a TV e só vejo noticias pessimas sobre a falta de dinheiro enquanto meu vizinho tem pelo menos tres jardineiros trabalhando no seu lindo jardim todos os dias? Como só ouço noticias de pessoas perdendo suas casas e vejo gente que já tem mais de uma propriedade comprar mais uma num dos lugares mais caros pra se comprar imovel no país (se não O mais caro)? Me explica isso.

Até que descobri que eu moro na bolha. A Bay Area de San Francisco (toda essa região em volta da Baía de San Francisco) é conhecida como uma das areas mais ricas pra se viver no país, principalmente na Pennynsula (região entre San Francisco e San Jose), onde eu moro. A temperatura excelente (comparada com o resto do país), a proximidade com o mar e com San Francisco, uma cidade grande, cosmopolita e que oferece o melhor em termos de entretenimento (restaurantes, teatros, museus), torna esse pedaço de terra muito caro. Logo só vem morar aqui quem pode, se é que vocês me entendem. Consequentemente a qualidade do ambiente só melhora.

Todas as melhores e mais chiques lojas você encontra por aqui. O supermercados na sua grande maioria só oferecem o melhor tipo de comida. Frutas que aqui nos EUA não crescem com tanta facilidade como no Brasil, são encontradas aqui na Bay Area em abundancia e organicas é claro. Você consegue imaginar o quão caro isso pode ser? Aqui na Bay Area existem três grandes aeroportos com avião chegando e saindo constantemente e mais dois pequenos aeroportos aqui na Pennynsula onde só saem vôos particulares.

Sabe o que você acha coisa de rico no Brasil? Aqui na Bay Area é normal, aqui o norma vai além disso.

É claro há pobreza. Até porque essas pessoas ricas precisam de pessoas que as sirvam. Mas o que é considerado pobreza aqui ainda está longe do que eu chamo de pobreza.

Agora você imagina eu. Eu que sou filha de nordestinos migrantes com pouquissimo estudo e muito trabalho. Eu que fui criada conseguindo com esforço o necessario, o mais barato e muitas vezes tendo que abrir mão de uma coisa pra ter outra. Eu que saia na rua e pegava onibus lotado, via criança de rua pela janela e gente pedindo qualquer trocado pra comer.

Essa é a minha realidade, foi isso que eu vivi por 23 anos. Imagina como eu me sinto aqui.

A principio você acha tudo maravilhoso. Eu quero essa vida pra sempre. Depois você percebe que isso não é real. Essa não é a vida de qualquer um e você começa a peceber que é bom não se acostumar porque isso não te pertence. Mas como não se acostumar com essa vida boa?

Logo eu que sempre fui defensora dos pobres e oprimidos, sempre odiei ostenção e odeio essa parada de uns com tanto e muitos com tão pouco. Ai meu deus, por que você foi me dar o gostinho?

4 comentários:

Lici in the sky with diamonds disse...

meu Deus! parece q tu tah dentro da minha cabeca! eu poderia copiar seu post e trocar td pra sacramento e pra filha de nordestinos ponto, pq os dois ainda moram em fortaleza, e seria um post q eu escreveria com td crtz. nossa.. dificil..

Priscila MEDEIROS disse...

Nem sei o q comentar, tamanho o valor q esse post tem frente a realidade aqui do Brasil.
Bjks.

Laryssa disse...

Oiii! li tdo seu blog em um dia, espero q vc nao me ache uma intrusa mas eh q eu estou indo pra Woodside dia 5 de Abril e queria saber um pouco mais sobre! Me ajudou muito, obrigadaa!
vc fica ai ate q dia? ;*

Carolina disse...

Fantástico teu post! Parabéns!